R$ 2,1 bilhão vai para a corrupção


Segundo o diretor do Departamento Público Probidade Administrativa da Avocacia Geral da União (AGU), André Luiz Mendonça o órgão recuperou R$ 287,7 milhões em recursos desviados no governo só nesses primeiros meses do ano. São 2300 processos que a AGU monitora e que totaliza mais de dois bilhões de reais. O especialista esclarece ainda, que o total do resgate feito será em torno de 35% do total superando esse valor que é de apenas 13%.
Os maiores responsáveis por esse desmando são os contratos firmados entre União e municípios. E os contratos que envolvem educação e saúde lideram o ranking segundo o site http://www.indicedetransparencia.org.br/?p=1490. Prefeitos e ex-prefeitos totalizam 1.100 envovildos com tais processos. 

O maior problema quanto aos recursos mau gasto, se refere a outro fator que requer dos legisladores e gestores que administram o orçamento uma atenção e maior responsabilidade. É a tradição liberar recursos voltados às áreas sociais nos últimos três meses do ano, quando é atingida a meta de superávit primário (economia para pagamento da dívida pública)”,
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial