EU SOU UM SILVA E O MORO É O MORO

Foto: Divulgação internet

Não é novidade que vivemos uma assustadora e preocupante crise moral, crise de valores, crise de identidade em quanto nação. Uma verdade para cada individuo uma verdade para cada situação ou circunstância.

O Brasil passa por uma crise moral porque seu povo passar por uma crise de identidade, falta de referências de caráter e virtude.

No campo moral existe uma complementar chamada ética. A palavra ética é derivada do grego, e significa aquilo que pertence ao caráter. Neste sentido, a virtude está diretamente ligada a ética e impulsionada pela moral.

Assisti no dia de ontem, através das redes sociais e jornais alguns parlamentares petistas mudando os seus nomes políticos acrescentando o Lula da Silva aos sobrenomes para que em primeiro lugar chamasse atenção dos comuns e posteriormente atender um pedido de seu líder maior que encontra-se encarcerado em Curitiba.

Ora caro leitor, a crise moral que se apresenta na sociedade brasileira nada mais é que uma crise de identidade, pois perdemos um referencial do que é certo e do que é errado. Perdemos muito de nossa honra ao rasgarmos a bandeira nacional, ao idolatrarmos pessoas corruptas e ainda nos contaminarmos com o tal "jeitinho brasileiro".

Vi também o Fernando Holiday, a quem passei admirar pelos discursos coerentes e sua militância em defesa dos negros, mas daí a mudar o seu nome para Fernando Moro Holiday me parece um exagero. Não que o juiz não mereça, não que o juiz não seja merecedor dos mais valorosos predicados, pelo contrário sou fervoroso militante de sua causa, todavia a crise de identidade se revela justamente nesses atos midiáticos e atende não só às provocações do Lula da Silva, mas legitima a falta de moral que assola a nação

Uma nação com moral e princípios fortes é uma nação poderosa.Ter um nome, nome limpo, sem mácula e honrado é o que mais pode valorar um cidadão. Silva presente!

Por: Hamilton Silva
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial