Pular para o conteúdo principal

Presidente da Câmara Legislativa recebe Blogueiros de Política do DF eEntorno



Presidente da Câmara Legislativa recebe Blogueiros de Política do DF e Entorno


Anúncio de novidades que atendem reivindicações antigas anima m blogueiros 
Por Kleber Karpov
Na tarde de quarta-feira (1º/Jun), a presidente da Câmara Legislativa do DF (CLDF), deputada Celina Leão (PPS), recebeu cerca de 30 blogueiros da Associação Brasiliense de Blogueiros de Política (ABBP). Durante o encontro, a parlamentar falou da importância dos blogs e de ações voltadas ao acolhimento desses profissionais naquela Casa.  Também participaram do encontro a deputada distrital, Telma Rufino (sem partido) e o administrador de Sobradinho II, Estevão Reis.
Na abertura, Celina Leão lembrou a perseguição sofrida durante a gestão do ex-governador, Agnelo Queiroz (PT), quando os blogs tornaram-se um meio de divulgação das ações no mandato para a sociedade. “Vocês têm conseguido alcançar as casas, o Facebook das pessoas, para divulgar o trabalho que a Câmara Legislativa faz”, afirmou.





Presidente da ABBP fala sobre abrangência dos Blogs – Foto: Ascom Celina Leão
Presidente da ABBP fala sobre abrangência dos Blogs – Foto: Ascom Celina Leão

O presidente da ABBP, Fred Lima, lembrou o trabalho realizado pelos blogueiros da Associação e a abrangência da cobertura, que vai da política geral a outras editorias, como segurança pública, saúde, economia, habitação, e até o entorno do DF.
Sala de imprensa
A deputada anunciou que a CLDF pretende fazer uma reforma na área atualmente destinada à imprensa, no plenário. Segundo Celina, será disponibilizada uma sala para acolher os blogueiros, o Comitê de Imprensa “Professor Chico”, em homenagem ao idealizador da ABBP, o jornalista e cientista político, Francisco de Paula, que faleceu vítima de câncer em março deste ano. De acordo com a parlamentar, também haverá uma sala destinada à mídia televisiva e radiofônica do DF.
“A grande mídia terá seu espaço na Câmara, mas isso não permite também que a gente feche os olhos para a mídia digital, e a gente não fechou os olhos de jeito nenhum, mesmo recebendo até pressão para que fechasse, para que não tivesse um apoio nesse sentido.”
O Diretor Secretário da ABBP, Toni Duarte, lembrou a importância do reconhecimento por parte da CLDF em disponibilizar um Comitê, e agradeceu os informes, que devem dar dinamismo ao processo de produção de notícias relativas à Câmara.
“Está na hora dessa Câmara Legislativa, que é a única do país que não tem um comitê de imprensa, nos permitir ter esse espaço, o nosso comitê de Imprensa digital, que agora vamos ter. Isso é importante. Esse é o canal entre o parlamento e a sociedade, que se precisa ter.”


Reunião com a presidente da CLDF, Celina Leão - Foto: Ascom Celina Leão
Reunião com a presidente da CLDF, Celina Leão – Foto: Ascom Celina Leão

Sinal de internet
Duarte lembrou ainda que, em outros estados, os jornalistas nas assembleias legislativas contam com internet de graça, enquanto na CLDF o sinal disponibilizado é mais lento que o sinal 3G. “Eu me sinto, como profissional, feliz de ter essa contrapartida. Já me dá ânimo como jornalista”.
TV da Câmara Legislativa
Celina também falou sobre a instalação da TV da Câmara Legislativa, que deve ocorrer ainda durante sua gestão na CLDF, em parceria com a Universidade de Brasília (UnB), a qual beneficiará os estudantes da Universidade, além de reduzir os custos para sua implantação.
“Não é uma prestação de serviço, é uma extensão de educação, então nós vamos ter alunos, professores. Por isso, talvez, nós vamos baratear muito o custo que estava previsto na TV Distrital”.
Celina lembrou ainda que com a migração do sinal analógico para digital, a TV Distrital será transmitida também em TV aberta no canal 61.1. Porém, segundo ela, a Rádio da Câmara deve ser implantada somente em 2017. Isso porque em agosto deve haver a migração de faixas de Amplitude Modulada (AM) para Frequência Modulada (FM), das rádios em todo o país.
O Diretor de Relações Institucionais da ABBP, Kleber Karpov, reiterou o pedido de reuniões anteriores, relativas à implantação da TV da CLDF, para que se conceda espaço para a ABBP produzir um programa de entrevistas ou debate com os parlamentares da Casa e personalidades da política do DF.


Reunião com a presidente da CLDF, Celina Leão – Foto: Ascom Celina Leão
Reunião com a presidente da CLDF, Celina Leão – Foto: Ascom Celina Leão

Representatividade
Celina Leão afirmou ser importante esse tipo de participação e lembrou a importância da representatividade institucional da ABBP, que possibilita estabelecer esse tipo de parceria, e lembrou convênios a serem firmados com o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) e o Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT).
“É importante vocês estarem organizados em associação como vocês estão, porque vocês sabem quem faz um trabalho sério no mercado e quem não faz, e nós respeitamos as instituições aqui”.
Estacionamento
Questionada pela recém-associada à ABBP, a blogueira Malu Silva, em relação ao acesso às vagas na garagem, Celina Leão informou que deve disponibilizar aos blogueiros 30% das vagas com destinação à imprensa. Celina informou ainda, que após a criação do Comitê Digital Professor Chico, a CLDF deve disponibilizar um servidor efetivo para dar suporte aos profissionais de imprensa, para resolver questões pontuais, como, por exemplo, a dos estacionamentos.
Credenciamento
Toni Duarte e a Diretora Administrativa da ABBP, Ana Paula Neves, se queixaram da dificuldade de trânsito dentro das dependências da CLDF, e para se dirigir a um gabinete de um deputado, por falta de credencial.
Celina Leão informou que o servidor da CLDF designado para cuidar do Comitê Digital Professor Chico, providenciará o credenciamento dos blogueiros, e que quem estiver credenciado poderá ter acesso livre acesso à Casa. “O lugar mais restrito dessa Casa é o plenário. Se você pode ir no plenário, você pode ir em qualquer lugar aqui nessa casa”.
A Deputada também solicitou ao responsável pelo Copol, setor que coordena a segurança na Câmara, que libere o acesso aos blogueiros credenciados.
Telma Rufino
A deputada Telma Rufino lembrou os dias difíceis por que passou em 2015, agradeceu aos blogs pela ampla cobertura, e se colocou à disposição da ABBP.
Fonte: Portal ABBP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ECONOMIA E A LEI DA ESCASSEZ

Introdução Em Economia tudo se resume a uma restrição quase que física - a lei da escassez, isto é, produzir o máximo de bens e serviços a partir dos recursos escassos disponíveis a cada sociedade. Se uma quantidade infinita de cada bem pudesse ser produzida, se os desejos humanos pudessem ser completamente satisfeitos, não importaria que uma quantidade excessiva de certo bem fosse de fato produzida. Nem importaria que os recursos disponíveis: trabalho, terra e capital (este deve ser entendido como máquinas, edifícios, matérias-primas etc.) fossem combinados irracionalmente para produção de bens. Não havendo o problema da escassez, não faz sentido se falar em desperdício ou em uso irracional dos recursos e na realidade só existiriam os "bens livres". Bastaria fazer um pedido e, pronto, um carro apareceria de graça. Na realidade, ocorre que a escassez dos recursos disponíveis acaba por gerar a escassez dos bens - chamados "bens econômicos". Por exemplo: as 

Processo de Desenvolvimento Organizacional em 4 fases

Diagnóstico - Identificação do problema Através do contato com os dirigentes da organização, são identificados os problemas e as expectativas com relação à resolução dos mesmos.  Na seqüência, se inicia a fase de levantamento.  O objetivo da etapa de diagnóstico é fornecer uma situação inicial da organização. Plano de ação:  A definição do plano de ação ou estratégia de mudança deve se apoiar no diagnóstico realizado.  O plano de ação deve levar em consideração as metas e prazos, as técnicas de intervenção que serão utilizadas, os grupos-alvo e os resultados esperados.   Diagnóstico (Identificação do problema); Plano de Ação (estratégia de implatação); Intervenção (implantação das mudanças); Avaliação e controle Intervenção: A intervenção consiste em um conjunto de atividades previstas para os grupos-alvo.  O sucesso da intervenção depende do acerto da escolha da estratégia.  As atividades de intervenção compreendem também o processo de conscientização

Economia - Função de Oferta

FUNÇÃO DE OFERTA  PODE-SE CONCEITUAR OFERTA COMO SENDO AS VÁRIAS QUANTIDADES QUE OS PRODUTORES DESEJAM, OFERECER AO MERCADO EM DETERMINADO PERÍODO DE TEMPO EM FUNÇÃO DE PREÇO (Px). Seja os dados abaixo uma escala de oferta PREÇO (Px) QUANTIDADE OFERTADA (x) 1,00 1.000 3,00 3.000 6,00 6.000 8,00 8.000 10,00 10.000 OUTRAS VARIÁVEIS QUE AFETAM A OFERTA X= OFERTA Px= Preço do bem ofertado Pi = Preço de Insumos (fatores de produção); T = Tecnologia  X =f (Pi)  à X=f (Px, Pi,T) EQUILIBRIO DE MERCADO A lei da oferta e demanda (procura): Tendência de Equlibrio Pts. PREÇO (Px) PROCURA OFERTA SITUAÇÃO DE MERCADO A 1000 11000 11000 Excesso de demanda (escassez oferta) B 3000 9000 3000 Excesso de demanda (escassez de oferta) C 6000